quinta-feira, 30 de abril de 2009


Reflexões:
Admiro o esforço de Kandisnky de dar a arte abstrata uma base teórica e poética, descordo de vários pontos e acho que ele foi infeliz, em expor tão abertamente o seu conceito sobre uma arte figurativa, acredito que toda forma de arte é valido e nunca ultrapassada.
Após ler o livro comecei a entender e admirar uma arte abstrata pela qual não me identifico muito, não um punhado de tinta jogados em uma tela, mas o fundamento, um pensamento em construir uma imagem abstrata, o estudo aprofundado de como o ponto é colocado, como a linha pode ser colocado sobre o plano, o efeito que sua quebra ou inclinação alcança, e as cores que se empregam melhor sobre essa linha e pontos que estão sobre o plano, isso causa uma harmonia aos olhos, isso é arte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente mas não invente