segunda-feira, 21 de junho de 2010

Exposição de Arte Postal


Exposição QUIMERA - Arte Postal
Press-release
A exposição Quimera reúne trabalhos de arte postal que exploram a temática de sonho, abordando o tema de forma diversa, considerando tanto os sonhos que se sonham dormindo, quanto devaneios, objetivos utópicos, sonhos de vida e aspirações pessoais. O material foi reunido através de resposta dos participantes a uma convocatória aberta lançada primeiramente em 2009 e novamente em 2010, organizada por Silvana Macêdo. Portanto esta exposição mostrará trabalhos das duas edições do Projeto Quimera: Arte Postal.
Em meio a esses trabalhos encontra-se um trabalho meu, que denominei “Sonho ou pesadelo... ...qual tu queres”:

Visite o Museu Hassis e prestigie essa exposição.
Na década de 1960, correspondências trocadas entre artistas plásticos deram origem a mais uma forma de expressão da arte contemporânea: a arte postal (mail art). Nessa mesma época, Ray Johnson cria, em Nova York, nos Estados Unidos, a Correspondance Art School.
A mail art consistia em trocar mensagens criativas utilizando o sistema de correios. Ela surgiu como uma alternativa aos meios convencionais das exposições de arte (Bienais, Salões, etc.) e tem características próprias do período em que apareceu (dialoga, portanto, com a Guerra Fria, no contexto mundial, ou com a ditadura militar, no contexto brasileiro). Ou seja, seu objetivo era veicular informação, protesto e denúncia.A arte postal se caracteriza por ser um meio de expressão livre, no qual envelopes, telegramas, selos ou carimbos postais são alguns dos suportes em que é possível a expressão da sensibilidade. Os artistas utilizam, principalmente, técnicas como colagens, fotografia, escrita ou pintura. A única limitação real à utilização de diferentes técnicas e suportes é a possibilidade de envio dos trabalhos pelo correio.
Fonte (Valéria Peixoto de Alencar. Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente mas não invente